Jogadores de Star Citizen começam a pedir reembolso, seria o fim da linha?

Jogadores de Star Citizen começam a pedir reembolso, seria o fim da linha?

Um número considerável de jogadores/investidores do simulador espacial Star Citizen estão pedindo o seu dinheiro de volta e apesar da empresa não estão divulgando oficialmente o caso ou dando garantias de devolução confirmamos que a Cloud Imperium, desenvolvedora do game, está realmente devolvendo o dinheiro para quem fez o pedido.

O problema todo está nos atrasos frequentes na entrega de vários módulos do game e também da versão beta do universo persistente multiplayer. O mais recente foi o módulo FPS que estava perto de ser lançado mas foi praticamente colocado na prateleira depois que Chris Roberts, fundador da Cloud Imperium, disse que os problemas eram muitos e o estúdio precisa repensar/retrabalhar o módulo todo.

Para quem não acompanhou de perto, Star Citizen começou sua campanha de financiamento coletivo em 2012 no Kickstarter e depois migrou os esforços de arrecadação para o seu site. Até agora o simulador espacial já arrecadou mais de $87 milhões de dólares.

A grande questão é que durante este período de arrecadação foram criadas metas a cada patamar financeiro alcançado e o game pode ter sido vítima do seu próprio sucesso, ao prometer ainda mais recursos os jogadores começaram a ficar ansiosos por estes, a Cloud Imperium em 2012 prometeu um módulo de batalhas espaciais para o fim de 2013 com um beta completo do game para novembro/dezembro de 2014.

Ponte de comando que seria beneficiada pelo módulo multi-tripulação

Ponte de comando que seria beneficiada pelo módulo multi-tripulação

Mas o que aconteceu foi que o módulo de batalhas, conhecido como Arena Commander apareceu apenas no final de 2014, seguindo o lançamento do módulo com um Hangar no começo do ano. Outros elementos do game como o módulo FPS, combate/habilidade de pousar em planetas, módulo social, campanha singleplayer, módulo multi-tripulação e universo persistente final ainda estão para serem lançados.

Em julho de 2015 uma pesquisa publicada no próprio forum oficial da RSI(Robert Space Industries/Cloud Imperium -) revelou que 25% de quem investiu no game deseja receber o seu dinheiro de volta devido justamente a estes atrasos. A pesquisa recebeu 1,173 respostas.

Os termos de serviço do game não incluem reembolso mas ainda sim em uma entrevista ao site Polygon esta semana Chris Roberts informou que reembolsos estão sendo concedidos mas é algo que eles não divulgam, embora quando alguém fale com a empresa de uma forma racional eles quase sempre cedem ao pedido.

“Não queremos que pessoas sejam parte do projeto se elas não estão felizes”, afirma Roberts.

Um porta-voz da Cloud Imperium informou que até agora já foram concedidos 1,269 reembolsos, sendo que desde o começo de julho já foram 93. Roberts não quis informar qual porcentagem das solicitações são atendidas.

Muitos dizem que este pode ser o começo do fim para o game, ainda mais quando a notícia de que é possível conseguir o seu dinheiro de volta se espalhar, Star Citizen era um grande sonho para a comunidade gamer fã de simuladores espaciais “de verdade”, os orfãos de Freelancer, Independence Day 2, Wing Commander e outros, mas com várias datas de lançamento sendo adiadas o sonho parece ter se tornado um pesadelo para muitos.

Em janeiro Roberts publicou uma agenda onde o módulo FPS, conhecido então como Star Marine chegaria em julho, seguido do módulo social e multi-tripulação e a campanha singleplayer (Squadron 42) .

Durante a Gamescom no começo de agosto de 2015 Roberts mostrou algumas demos, que foram muito bem recebidas pela público no local e apresentou uma nova agenda de lançamento, com o módulo social a ser lançado nos próximos dias, Star Marine “em alguma semanas” seguido por um Arena Commander atualizado (incluindo multi-tripulação) antes do final do ano.

Não existe data certa para o Squadron 42 ser lançado e o universo persistente deve sair em algum momento de 2016.

Enquanto isto gamers como Ryan Allen, um desenvolvedor Web da California, Estados Unidos, que financiou o game no começo de 2013 e gastou $930 dólares em várias naves durante um periodo de 18 meses informou que ele pediu um reembolso completo em 13 de julho e recebeu a quantia total em 31 de julho.

Do “outro lado”da estoria Roberts afirma que o número de jogadores como Allen é baixo quando comparado ao resto da indústria de games.

O número pode ser baixo mas deveria ser um aviso para a Cloud Imperium se reorganizar e tentar lançar um produto que forneça pelo menos parte do que foi prometido durante sua campanha de financiamento, pois a medida que a marca dos $100 milhões de dólares se aproxima os chamados “Star Citizens” continuam a questionar qual o benefício real de dar o seu apoio financeiro ao game quando Chris Roberts continua a falhar na apresentação de resultados.

The following two tabs change content below.

Redação GeekZilla

O GeekZilla é formado por profissionais das areas de Tecnologia, Tradução e Letras e Design.Algumas notícias não refletem necessáriamente a opnião do site a não ser quando declarado expressamente as fontes são externas.